8 maneiras de utilizar metodologias ativas e ter alunos e profissionais mais engajados

Foto por Henri Mathieu-Saint-Laurent em Pexels.com

Com abordagens cada vez mais voltadas ao processo de aprendizagem, desempenho e envolvimento dos alunos e profissionais, não há como negar o fato de que a capacidade de aprender mais e melhor tornou-se uma maneira de medir esta competitividade.

Salas de aula e palestras estão gradualmente se tornando coisas do passado e as abordagens de aprendizagem passivas estão perdendo espaço para as chamadas metodologias ativas de aprendizagem.

Com as pessoas cada vez mais dependentes de tecnologia, há uma necessidade de adaptar as metodologias ativas aos ambientes profissionais e de ensino. A utilização de métodos ativos de treinamento em sala de aula já é um desafio em si; agora, a aprendizagem ativa nos ambientes virtuais também é parte desta equação.

O ambiente de aprendizagem de hoje é mais dinâmico do que nunca e isso coloca os profissionais de educação em uma situação bastante desafiadora. Adaptar-se e informar-se sobre os mais recentes métodos de ensino tornaram-se essenciais. Além disso, a tecnologia continuará evoluindo e, com ela, as pessoas, as metodologias e as ferramentas de aprendizagem.

Com tudo isso, o maior desafio do profissional de educação atualmente é atender às necessidades de aprendizagem dessa nova geração de alunos.

Mas o que são metodologias ativas?

O conceito de metodologias ativas existe desde o início dos anos 90. Embora o termo abranja um amplo espectro de abordagens, seu ponto principal é o foco no aluno. A principal razão do uso de metodologias ativas de aprendizagem é colocar a responsabilidade de aprender nas mãos dos próprios alunos.

Os métodos de aprendizagem ativa atribuem ao professor o papel de facilitador. Em vez de apenas um palestrante, o professor atua como um orientador. A tarefa do facilitador é permitir que os alunos aprendam por conta própria por meio do uso de diferentes atividades e ferramentas.

As vantagens das metodologias ativas

Há uma infinidade de estudos sobre os benefícios da aprendizagem ativa. Além do aumento do conhecimento do conteúdo, o desenvolvimento do pensamento crítico e a resolução de problemas são outros benefícios. O pensamento criativoas habilidades colaborativas e interpessoais também apresentam grande melhoria quando métodos de aprendizagem ativos são implementados.

Os benefícios mais importantes, porém, têm muito a ver com a motivação dos alunos.

Como promover a aprendizagem ativa?

O elemento mais importante para o sucesso na criação de um ambiente de aprendizagem proativo é a motivação. Estudos mostraram que a aprendizagem ativa promove maior engajamento tanto para os alunos quanto para os facilitadores. Além disso, a aprendizagem ativa também melhora a percepção e a atitude dos alunos em relação à instrução.

8 ideias de aprendizagem ativa que envolvem tecnologia:

1Salas de aula virtuais colaborativas

Salas de aula virtuais colaborativas tornam a aprendizagem online mais envolvente. Além dos recursos usuais de áudio, vídeo e bate-papo, as salas de aula virtuais também fornecem experiências de aprendizagem síncronas e assíncronascomunicação e compartilhamento de recursos entre facilitadores e participantes.Mapeamento de ideias / Brainstorming

2. Mapeamento de ideias / Brainstorming

Essas são abordagens que também podem ser classificadas como métodos ativos de aprendizagem. O mapeamento mental e o brainstorming são metodologias básicas para qualquer atividade que requeira a resolução de problemas. Nessas sessões, os alunos apresentam ideias e as publicam em um quadro. Em grupo, os alunos selecionam as melhores e as usam para encontrar a solução.Role-play

3. Role-plays

A utilização de role-plays no processo de aprendizagem é bastante eficiente. A dramatização simula uma situação da vida real que requer habilidades de resolução de problemas. E, mais importante, é um meio para medir o desempenho real. As atividades de role-play podem incluir simulações de trabalho, como interação com o cliente (o facilitador interpreta o cliente e o aluno, o agente) por meio de conversas telefônicas, e-mail, bate-papo ou, em alguns casos, realidade virtual.

4. Resolução de problemas

Uma combinação de uma caça ao tesouro e atividade de role-play, este exercício é uma das estratégias de aprendizagem ativa mais eficazes para adultos. O facilitador atribui um estudo de caso (de preferência retirado de cenários comuns de clientes) a um aluno e este, por sua vez, dá sentido aos dados e utiliza os recursos disponíveis para resolver o caso.

5. Fóruns de discussão on-line

Os fóruns de discussão online também são uma das muitas estratégias comprovadas de participação ativa. Os fóruns online são espaços virtuais onde os alunos podem aprender de forma colaborativa. Eles postam e respondem a perguntas. Muitas vezes, há pouca intervenção do facilitador, com a maioria das respostas geralmente vindas de outros participantes com mais conhecimento sobre o tópico.

6. Aprender ensinando

Em poucas palavras, aprender ensinando significa que você permite que os alunos preparem e ensinem as aulas (ou parte delas) para os colegas. Esta prática envolve um processo muito elaborado em que o facilitador é o moderador.

É importante observar que aprender ensinando não significa simplesmente uma apresentação do tema. Nesta abordagem, os alunos são responsáveis por envolver os colegas, enquanto o facilitador garante que a aprendizagem seja processada corretamente. Webinars e fóruns de discussão online são os meios mais utilizados para esta metodologia.A “Sala de Aula Invertida”

7. A “Sala de Aula Invertida”

A sala de aula invertida é um termo relativamente novo no setor de educação e edtech. As aulas são “invertidas”, o que significa que a maior parte do trabalho, como leitura e pesquisa, é feita fora da sala de aula. Isso contrasta com a abordagem tradicional, onde a maior parte do tempo de aula é usada para palestras e as atividades são atribuídas como lição de casa.

Inverter uma sala de aula deixa mais tempo para o facilitador implementar métodos de aprendizagem ativos durante a aula.Aprendizagem baseada em jogos

8. Aprendizagem baseada em jogos

GBL (Game-Based Learning) é um dos mais divertidos métodos ativos de aprendizagem. A aprendizagem baseada em jogos, assim como a gamificação, está transformando vários aspectos da aprendizagem e do mundo dos negócios. Existem diversos aplicativos disponíveis, mas é possível criar suas próprias atividades. É importante aplicar três elementos essenciais: conquistacompetição e diversão.

Existem inúmeras atividades que utilizam abordagens ativas de aprendizagem. Você conhece mais alguma? Quais são as suas preferidas?

Leave a Comment

Your email address will not be published.